Os principais sintomas do câncer de colo de útero que muitas mulheres ignoram

Normalmente, o câncer de colo do útero não apresenta sintomas, sendo que somente é identificado, na maioria dos casos, através do exame de papanicolau ou então quando se encontra numa fase mais avançada.

Por isso que, além de conhecer os prováveis sinais iniciais desse tipo de câncer, o mais importante é consultar frequentemente o ginecologista para realizar o papanicolau e, se necessário, iniciar o tratamento precoce.

Como já referimos acima, muitas vezes os sintomas não aparecem até que o tumor se torne invasivo e se alastre aos tecidos próximos. Porém, quando o câncer de colo de útero apresenta sintomas, ele pode causar sinais como:

    • Sangramento vaginal fora do período menstrual e sem causa aparente
    • Sangramento menstrual mais prolongado que o habitual
    • Corrimento vaginal incomum, com mau odor, um pouco de sangue ou coloração marrom
    • Dor nas relações sexuais
    • Sangramento depois da relação sexual
    • Dor abdominal ou na região pélvica constante, que pode piorar durante o contato íntimo ou ao usar o banheiro
    • Sangramento depois da menopausa
    • Vontade constante de urinar, mesmo durante a noite
    • Sensação de pressão no fundo da barriga
    • Perda rápida de peso sem estar fazendo dieta

Nos casos em que o tumor está em estágio avançado, os sinais e sintomas podem incluir:

    • Sangue na urina
    • Dor e inchaço nas pernas
    • Cansaço excessivo
    • Problemas ou dificuldade de evacuar ou urinar
    • Inchaço das pernas

No entanto, é preciso destacar que esses sinais também podem ser provocados por outras doenças além do câncer de colo do útero, como infecção vaginal ou candidíase. Por isso que, se alguns desses sintomas ou sinais surgirem, procure imediatamente um ginecologista. É também altamente recomendado realizar regularmente exames pélvicos e o exame de papanicolau depois do início da vida sexual.

Esse é um blog com dicas de saúde e não substitui a avaliação feita por um profissional médico.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.