Novo estudo diz que sol forte pode matar coronavírus em 34 minutos

Segundo novo estudo, a exposição ao sol pode matar o vírus que causa a covid-19 em até 34 minutos.

O sol forte é capaz de eliminar 90% ou mais do novo coronavírus que está nas superfícies em apenas 34 minutos, segundo novo estudo.

Os cientistas sugerem que “a luz solar do meio-dia” é extremamente eficaz na inativação do vírus que causa a covid-19 quando ele é tossido ou espirrado em superfícies, de acordo com o estudo publicado no início deste mês.

O estudo, publicado na revista Photochemistry and Photobiology,  foi de autoria de Jose-Luis Sagripanti e David Lytle – cientistas aposentados do Exército dos EUA e da Food and Drug Administration, respectivamente.

A dupla examinou a ação do raio UVB da luz solar contra o vírus em várias cidades do mundo durante diferentes épocas do ano.

 Eles usaram um modelo que anteriormente estimava a inativação do vírus ebola pela luz solar.

O estudo também sugere que as ordens obrigatórias de ficar em casa emitidas na esperança de interromper a propagação do coronavírus podem ter sido mais prejudiciais do que benéficas.

“Por outro lado, pessoas saudáveis ​​ao ar livre recebendo luz solar poderiam ter sido expostas a doses virais mais baixas, com mais chances de obter uma resposta imunológica eficiente”, afirmou o estudo.

Pesquisas anteriores mostraram que, durante o surto da gripe espanhola, de 1918 a 1919, os pacientes expostos ao ar fresco e ao sol em “hospitais ao ar livre” tiveram uma maior taxa de sobrevivência.

A nova descoberta reforça a importância do sol como tratamento para covid-19, inclusive como fonte de vitamina D, para estimular a imunidade.

  • Publicado em 25/06/2020
  • Doenças, Geral, Notícias
  • Coronavírus, covid-19, imunidade, sol, vírus, vitamina D

Be the first to comment

Leave a Reply

Seu e-mail não será publicado.


*