Esse chá combate gastrite, úlceras, HPV, miomas, cistos e ajuda na limpeza do útero

O barbatimão é uma planta medicinal, também conhecida como barbatimão-verdadeiro, barba-de-timan, casca-da-mocidade ou ubatima, e pode ser usada para ajudar a tratar feridas, queimaduras, inchaços, hemorragias, dores de garganta e hematomas na pele. Por causa de suas propriedades anti-inflamatórias, a planta também pode ser utilizada para tratar diabetes ou até mesmo malária.

Além do chá, que vamos ensinar aqui, o barbatimão pode ser utilizado para confeccionar pomadas, cremes ou sabonetes, podendo ser encontrada em lojas de produtos naturais ou farmácias de manipulação.

Para que serve

Os índios já utilizavam o barbatimão para tratar suas doenças. Além de tratar feridas e infecções da pele, a planta pode ser usada tratar conjuntivite, diabetes, dores de garganta, problemas no fígado ou rins, câncer, malária, hérnia, diarreia, pressão alta, sendo também muito usada para combater a dor, localizada ou generalizada, podendo diminuir o desconforto e a sensibilidade.

O barbatimão também é muito usado para a saúde feminina, sendo no útil no combate de inflamações do útero e ovários, além de reduzir o corrimento vaginal. A pomada de barbatimão é uma promessa para tratar o HPV, obtendo bons resultados em estudos já feitos.

Propriedades do Barbatimão

São muitos: diurético, anti-diabético, desinfetante, tônico, anti-parasitário, anti-hipertensivo, analgésico, anti-oxidante, anti-bacteriano, anti-microbiano, anti-inflamatório e possuindo ação cicatrizante sobre a pele e mucosas.

Como usar

Usando as folhas e a casca do caule, a planta pode ser aplicada diretamente na pele ou em forma de chá, que pode ser preparado do seguinte modo:

Ingredientes

20 g da casca ou de folhas de Barbatimão;

Modo de preparo

Adicione as cascas ou folhas em 1 litro de água fervente e deixe repousando entre 5 a 10 minutos. Coe e beba de 3 a 4 vezes por dia. O chá também pode ser usado em banhos de assento para doenças das partes íntimas da mulher.

Você encontra o princípio ativo do barbatimão encontrado em produtos cosméticos, como cremes e sabonetes, que podem atuar na pele, com efeito anti-inflamatório e cicatrizante. 

Quem não deve usar

Mulheres grávidas e lactantes não podem usar. Pacientes com problemas graves no estômago, como úlceras ou câncer no estômago também não.

Possíveis Efeitos Colaterais

A planta pode causar alguns efeitos colaterais como irritação no estômago, ou em casos mais graves, pode provocar aborto. Também não deve ser ingerida em excesso, pois pode causar envenenamento. Por isso, só deve ser usada segundo orientação do médico ou do fitoterapeuta.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *